domingo, 31 de agosto de 2014

Vídeo: Melhores Momentos das 500 Milhas de Fontana.



Corrida: 500 Milhas de Fontana - Vitória de Kanaan e finalmente Power é Campeão!!!

Finalmente o título de Will Power!

         A corrida em Fontana proporcionou vitórias pessoais inéditas na IndyCar Series. A primeira vitória de Tony Kanaan com a equipe Chip Ganassi, a bordo do tradicional carro # 10, aliás, Tony não vencia uma corrida desde as 500 Milhas de Indianápolis de 2013. E também pelo título de Will Power que de tanto bater na trave, finalmente conseguiu o tão almejado título. Título esse que a equipe Penske perseguia há oito anos, desde quando Sam Hornish foi campeão em 2006. E por pouco o time de Roger Penske não emplaca seus três pilotos nas três primeiras colocações do campeonato de 2014.  

         A corrida contou com 21 carros, já que, Mikhail Aleshin da Schmidt Peterson sofreu um grave acidente nos treinos livres e ficou de fora da corrida. O russo apesar de ter chegado consciente ao hospital, os exames mostraram que Aleshin sofreu múltiplas lesões: costelas fraturadas, clavícula quebrada, concussão e lesões no peito.




         A largada foi tranquila, assim, como toda a corrida. No início Hélio e Montoya ficaram reversando na liderança, mas posteriormente, o colombiano imprimiu um ritmo mais forte, o foi o piloto que liderou o maior número de voltas da prova. Simon Pagenaud que tinha chances remotas de título, mas logo no início da corrida perdeu rendimento e foi ficando para trás, entrou diversas vezes nos boxes para tentar solucionar os problemas de dirigibilidade de seu carro, mas foi em vão. O francês terminou em último dos que completaram a prova.

           Com exceção de Pagenaud, os pilotos começaram a parar na volta 34 para as primeiras trocas dos pneus e reabastecimento. E assim a prova seguia tranquilamente, mais atrás Will Power vinha aos poucos alçando posições, correndo com o regulamento ao seu favor. As paradas nos boxes ocorreram em média a cada 35, 37 voltas por piloto em bandeira verde.



          Alguns pilotos até tocaram levemente no muro, mas sem maiores consequências. As punições por excesso de velocidade nos pits em Carpenter e Hinchcliffe alteravam as posições na pista e favoreciam Will Power. A primeira e única bandeira amarela foi acionada na volta 174 após Ryan Hunter-Heay perder o controle do carro, rodar e ir parar na grama. Entretanto, o piloto da Andretti conseguiu retornar a prova com duas voltas de desvantagem para o líder. Quando os boxes foram reabertos, praticamente todos os pilotos entraram. A Chip Ganassi fez um excelente trabalho e devolveu seus pilotos na liderança com Kanaan a frente de Dixon. Hélio era o terceiro com Will já em quarto e Juan Pablo em quinto.



          A bandeira verde foi dada na volta 187 com Tony Kanaan na liderança, mas quem apareceu bem na relargada foi o australiano do carro # 12. Will Power superou Hélio e em uma bela manobra por dentro ultrapassou Tony e Scott Dixon de uma vez só. Power liderou por algumas voltas até ser superado pelos carros vermelhos da Chip Ganassi de Tony e Scott. A partir da volta 214 começaram as derradeiras paradas para troca de pneus e reabastecimento. E nesse momento decisivo que mais uma punição surgiu, e foi para o piloto do carro # 3, Hélio Castroneves que desrespeitou a linha branca para a entrada dos pits. Mesmo assim, a corrida seguiu dramática para Will Power que começou a perder rendimento e algumas posições. Com a punição Hélio caiu para 14º lugar e por lá ficou. Tony Kanaan consumou a vitória com Scott Dixon em segundo. O neozelandês dono do carro # 9 teve um final de campeonato excelente. Ed Carpenter completou o pódio.

            Will Power finalizou em nono e finalmente venceu o campeonato da IndyCar Series. E assim a IndyCar se despede de 2014, todavia, teremos muitas novidades para temporada de 2015.



Resultado Final:

01º. # 10 - Tony Kanaan (BRA) Chip Ganassi - CHEVROLET, 250 Voltas
02º. # 9 - Scott Dixon (NZL) Chip Ganassi - CHEVROLET, 250
03º. # 20 - Ed Carpenter (USA) Ed Carpenter - CHEVROLET, 250

04º. # 2 - Juan Pablo Montoya (COL) Penske - CHEVROLET, 250      
05º. # 27 - James Hinchcliffe (CAN) Andretti – HONDA, 250
06º. # 14 - Takuma Sato (JPN) AJ Foyt - HONDA, 250
07º. # 8 - Ryan Briscoe (AUS) Chip Ganassi - CHEVROLET, 250 
08º. # 34 - Carlos Muñoz (COL) Andretti – HONDA, 250
09º. # 12 - Will Power (AUS) Penske - CHEVROLET, 250
10º. # 67 - Josef Newgarden (USA) Fischer Hartman - HONDA, 250
11º. # 25 - Marco Andretti (USA) Andretti - HONDA, 249
12º. # 83 - Charlie Kimball (USA) Chip Ganassi - CHEVROLET, 249
13º. # 19 - Justin Wilson (ENG) Dale Coyne - HONDA, 249
14º. # 3 - Hélio Castroneves (BRA) Penske - CHEVROLET, 249
15º. # 98 - Jack Hawksworth (ENG) Bryan Herta - HONDA, 249
16º. # 28 - Ryan Hunter-Reay (USA) Andretti - HONDA, 248
17º. # 17 - Sebastian Saavedra (COL) KV - CHEVROLET, 248        
18º. # 11 - Sebastien Bourdais (FRA) KV - CHEVROLET, 245
19º. # 15 - Graham Rahal (USA) RLL - HONDA, 244
20º. # 77 - Simon Pagenaud (FRA) Schmidt Peterson - HONDA, 243

Não Completou:

21º. # 18 - Carlos Huertas (COL) Dale Coyne - HONDA, 21 


Fontes:
http://www.indycar.com/
http://esporte.band.uol.com.br/
http://www.grandepremio.com.br/             

sábado, 30 de agosto de 2014

Classificação: 500 Milhas de Fontana - Pole Position para Hélio!


Pelo menos na Pole Position deu Hélio!

          Última corrida do ano, as 500 Milhas de Fontana terá a pontuação dobrada e decidirá o Campeão da temporada na IndyCar Series 2014. Will Power, Hélio Castroneves ambos da equipe Penske e Simon Pagenaud da Schmidt Peterson são os únicos que ainda tem chances de título. Will Power é o franco favorito já que tem 50 pontos de vantagem para o segundo colocado, mas seu histórico em decisões não é nada bom, já que o australiano já foi vice por três anos seguidos em 2010, 2011 e 2012. Foram temporadas que Will Power começava dominando, mas se perdia no fim. E esse ano ele tenta se livrar do estigma de amarelão...

Quem será o campeão, talvez Hélio?

Will Power manterá o favoritismo?


          No treino classificatório dessa sexta-feira, o atual vice-líder Hélio Castroneves conquistou a Pole Position. Hélio também não tem um bom histórico em decisões de campeonato. Em 2013, por exemplo, ele liderou praticamente todo o campeonato, mas no fim, viu Scott Dixon conquistar o Tricampeonato da Indy. Na corrida o brasileiro tem que terminar na frente e contar com algum problema de Will Power na corrida, como aconteceu no treino. O australiano fez voltas muito ruins e largará na última fila. Simon Pagenaud é franco atirador nessa disputa, tem que torcer para que aconteça algum problema mecânico com os pilotos da Penske para faturar o título. A equipe Schmidt Peterson não tem a estrutura da Penske, mas fez um grande campeonato com o francês.

Ou Simon Pagenaud vai surpreender?


         Outro destaque no treino classificatório foi o piloto do terceiro carro da Penske. Juan Pablo Montoya larga em segundo, mas se levarmos em conta que o colombiano foi o segundo piloto a entrar na pista. Montoya só foi superado pelo Hélio, pois o brasileiro foi o último a entrar para fazer suas voltas rápidas e pegou a pista em melhores condições. Portanto, Montoya é um dos favoritos a vitória. Tony Kanaan sai do sétimo posto.


Será que agora vai, Roger?


         A Rede Bandeirantes, o Bandsports e o Portal da Band transmitem as 500 Milhas de Fontana, neste sábado, a partir das 22h30 (Horário de Brasília).

Grid de largada:

01º. # 3 - Hélio Castroneves (BRA) Penske - CHEVROLET, 1:05.892
02º. # 2 - Juan Pablo Montoya (COL) Penske - CHEVROLET, 1:06.170 +0.278
03º. # 67 - Josef Newgarden (USA) Fischer Hartman - HONDA, 1:06.176 +0.284
04º. # 14 - Takuma Sato (JPN) AJ Foyt - HONDA, 1:06.260         +0.368
05º. # 9 - Scott Dixon (NZL) Chip Ganassi - CHEVROLET, 1:06.342 +0.450
06º. # 83 - Charlie Kimball (USA) Chip Ganassi - CHEVROLET, 1:06.354 +0.462
07º. # 10 - Tony Kanaan (BRA) Chip Ganassi - CHEVROLET, 1:06.403 +0.511 
08º. # 7 - Mikhail Aleshin (RUS) Schmidt Peterson - HONDA, 1:06.443 +0.551
09º. # 28 - Ryan Hunter-Reay (USA) Andretti - HONDA, 1:06.572           +0.680
10º. # 15 - Graham Rahal (USA) RLL - HONDA, 1:06.574            +0.682
11º. # 27 - James Hinchcliffe (CAN) Andretti – HONDA, 1:06.698          +0.806
12º. # 8 - Ryan Briscoe (AUS) Chip Ganassi - CHEVROLET, 1:06.704 +0.812
13º. # 77 - Simon Pagenaud (FRA) Schmidt Peterson - HONDA, 1:06.743 +0.851  
14º. # 20 - Ed Carpenter (USA) Ed Carpenter - CHEVROLET, 1:06.875 +0.983 
15º. # 11 - Sebastien Bourdais (FRA) KV - CHEVROLET, 1:07.066 +1.174
16º. # 19 - Justin Wilson (ENG) Dale Coyne - HONDA, 1:07.137 +1.245
17º. # 98 - Jack Hawksworth (ENG) Bryan Herta - HONDA, 1:07.235 +1.343         
18º. # 25 - Marco Andretti (USA) Andretti - HONDA, 1:07.255 +1.363
19º. # 34 - Carlos Muñoz (COL) Andretti – HONDA, 1:07.292 +1.400
20º. # 17 - Sebastian Saavedra (COL) KV - CHEVROLET, 1:07.295 +1.403
21º. # 12 - Will Power (AUS) Penske - CHEVROLET, 1:07.731 +1.839
22º. # 18 - Carlos Huertas (COL) Dale Coyne - HONDA, 1:11.174 +5.282


Fontes:
http://www.indycar.com/
http://esporte.band.uol.com.br/
http://www.grandepremio.com.br/ 

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Dados e Números de Pilotos, Construtores e Motores – (12/19).


PILOTOS:

  • 21º Pódio de Nico Rosberg;               
  • 11ª Pole Position de Nico Rosberg;
  • 9ª Melhor Volta de Nico Rosberg;
  • 6º Pódio de Daniel Ricciardo;
  • 4º Pódio de Valtteri Bottas;
  • 3ª Vitória de Daniel Ricciardo.



CONSTRUTORES:

  • 301º Pódio da Equipe Williams;
  • 112º Pódio da Equipe Red Bull;
  • 51º Pódio da Equipe Mercedes-Benz;
  • 50ª Vitória da Equipe Red Bull;
  • 28ª Pole Position da Equipe Mercedes-Benz;
  • 21ª Melhor Volta da Equipe Mercedes-Benz.



MOTORES:

  • 446º Pódio do Motor Renault;
  • 303º Pódio do Motor Mercedes-Benz;
  • 168ª Vitória do Motor Renault;
  • 113ª Melhor Volta do Motor Mercedes-Benz;
  • 111ª Pole Position do Motor Mercedes-Benz.




Fonte: http://statsf1.com/en/default.aspx

Classificação dos Campeonatos de Pilotos e Construtores da Fórmula 1 – (12/19).



PILOTOS:

01°. # 6 - Nico Rosberg (GER/Mercedes-Benz), 220 Pontos  (=) Posição
02°. # 44 - Lewis Hamilton (ENG/Mercedes-Benz), 191  (=)
03°. # 3 - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull Renault), 156  (=)
04°. # 14 - Fernando Alonso (SPA/Ferrari), 121 (=)
05°. # 77 - Valtteri Bottas(FIN/Williams Mercedes-Benz), 110  (=)
06°. # 1 - Sebastian Vettel (GER/Red Bull Renault), 98  (=)
07°. # 27 - Nicolas Hulkenberg (GER/Force India Mercedes-Benz), 70  (=)
08°. # 22 - Jenson Button (ENG/McLaren Mercedes-Benz), 68  (=)
09°. # 19 - Felipe Massa (BRA/Williams Mercedes-Benz), 40  (=)
10°. # 7 - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 39  (+2)
11º. # 20 - Kevin Magnussen (DNK/McLaren Mercedes-Benz), 37  (-1)
12º. # 11 - Sergio Perez(MEX/Force India Mercedes-Benz), 33  (-1)
13º. # 25 - Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso Renault), 11  (=)
14º. # 8 - Romain Grosjean (FRA/Lotus Renault), 8  (=)
15º. # 26 - Daniil Kviat (RUS/Toro Rosso Renault), 8  (=)
16º. # 17 - Jules Bianchi (FRA/Marussia Ferrari), 2  (=)
17º. # 99 - Adrian Sutil (GER/Sauber Ferrari), 0 (=)
18º. # 9 - Marcus Ericsson (SWE/Caterham Renault), 0  (=)
19º. # 13 - Pastor Maldonado (VEN/Lotus Renault), 0  (=)
20º. # 21 - Esteban Gutierrez (MEX/Sauber Ferrari), 0  (=)
21º. # 4 - Max Chilton (ENG/Marussia Ferrari), 0  (=)
22º. # 10 - Kamui Kobayashi (JPN/Caterham Renault), 0  (=)
23º. # 45 - André Lotterer (GER/Caterham Renault), 0

CONSTRUTORES:

01º. Mercedes-Benz (GER), 411 Pontos  (=)
02º. Red Bull Renault (AUT), 254  (=)
03º. Ferrari (ITA), 160  (=)
04º. Williams Mercedes-Benz (ENG), 150  (=)
05º. McLaren Mercedes-Benz (ENG), 105  (+1)
06º. Force India Mercedes-Benz (IND), 103  (-1)
07º. Toro Rosso Renault (ITA), 19  (=)
08º. Lotus Renault (ENG), 8  (=)
09º. Marussia Ferrari (RUS), 2  (=)
10º. Sauber Ferrari (SWI), 0  (=)
11º. Caterham Renault (ENG), 0  (=)


Fonte: http://www.formula1.com/default.html

Classificação do Campeonato IndyCar Series após a 17ª Etapa.

Ainda favorito ao título!

01º. # 12 - Will Power (AUS) Penske - CHEVROLET, 626 Pontos (=)
02º. # 3 - Hélio Castroneves (BRA) Penske - CHEVROLET, 575 (=)
03º. # 77 - Simon Pagenaud (FRA) Schmidt Peterson - HONDA, 545 (=)
04º. # 28 - Ryan Hunter-Reay (USA) Andretti - HONDA, 534 (=)
05º. # 9 - Scott Dixon (NZL) Chip Ganassi - CHEVROLET, 523 (+1)
06º. # 2 - Juan Pablo Montoya (COL) Penske - CHEVROLET, 519 (-1)
07º. # 10 - Tony Kanaan (BRA) Chip Ganassi - CHEVROLET, 443 (=)
08º. # 11 - Sébastien Bourdais (FRA) KV - CHEVROLET, 437 (+1)
09º. # 34 - Carlos Muñoz (COL) Andretti – HONDA, 435 (-1)
10º. # 25 - Marco Andretti (USA) Andretti - HONDA, 424 (=)
11º. # 8 - Ryan Briscoe (AUS) Chip Ganassi - CHEVROLET, 409 (=)
12º. # 27 - James Hinchcliffe (CAN) Andretti – HONDA, 395 (=)
13º. # 67 - Josef Newgarden (USA) Sarah Fischer Hartman - HONDA, 366 (+3)
14º. # 83 - Charlie Kimball (USA) Chip Ganassi - CHEVROLET, 366 (-1)
15º. # 7 - Mikhail Aleshin (RUS) Schmidt Peterson - HONDA, 364 (=)
16º. # 19 - Justin Wilson (ENG) Dale Coyne - HONDA, 361 (-2)
17º. # 98 - Jack Hawksworth (ENG) Bryan Herta – HONDA, 336 (=)
18º. # 15 - Graham Rahal (USA) Rahal Letterman Laningan - HONDA, 323 (=)
19º. # 18 - Carlos Huertas (COL) Dale Coyne - HONDA, 296 (=)
20º. # 14 - Takuma Sato (JPN) AJ Foyt - HONDA, 294 (=)
21º. # 17 - Sebastian Saavedra (COL) KV - CHEVROLET, 265 (=)
22º. # 20 - Mike Conway (ENG) Ed Carpenter - CHEVROLET, 252 (=)
23º. # 20 - Ed Carpenter (USA) Ed Carpenter - CHEVROLET, 191 (=)
24º. # 16 - Oriol Servia (SPA) Rahal Letterman Lanigan - HONDA, 88 (=)
25º. # 26 - Kurt Busch (USA) Andretti - HONDA, 80 (=)
26º. # 21 - JR Hildebrand (USA) Ed Carpenter - CHEVROLET, 66 (=)
27º. # 22 - Sage Karam (USA) DDR Kingdom - CHEVROLET, 57 (=)
28º. # 16 - Luca Filippi (ITA) Rahal Letterman Lanigan - HONDA, 46 (=)
29º. # 33 - James Davison (AUS) KV - CHEVROLET, 34 (=)
30º. # 5 - Jacques Villeneuve (CAN) Schmidt Peterson - HONDA, 29 (=)
31º. # 68 - Alex Tagliani (CAN) Sarah Fisher Hartman - HONDA, 28 (=)
32º. # 6 - Townsend Bell (USA) KV - CHEVROLET, 22 (=)
33º. # 63 - Pippa Mann (ENG) Dale Coyne - HONDA, 21 (=)
34º. # 41 - Martin Plowman (ENG) AJ Foyt - HONDA, 18 (=)
35º. # 91 - Buddy Lazier (USA) Lazier Partners - CHEVROLET, 11 (=)
36º. # 26 - Franck Montagny (FRA) Andretti - HONDA, 8 (=)


Fonte: http://www.indycar.com/

Corrida: GP de Sonoma – Power vacila e Scott Dixon vence!



          Scott Dixon venceu o GP da Sonoma, válido pela 17ª etapa da IndyCar Series. Mesmo com a vitória o piloto da Chip Ganassi não tem mais chances de título. Somente três pilotos ainda podem ser campeões da temporada 2014. São Will Power; Hélio Castroneves e Simon Pagenaud. A Penske nunca esteve tão perto de quebrar o jejum de títulos, e por pouco o Montoya também não entra nessa!

          Na largada Will Power da Penske partiu bem, mantendo a liderança, com Josef Newgarden em segundo e Scott Dixon em terceiro. Já na primeira volta um toque entre alguns carros gerou a primeira bandeira amarela. Creio o Bourdais iniciou a confusão que incluiu também o Hélio (o mais prejudicado), o Briscoe e o Hinchcliffe. Outros tiveram que desviar pela terra mesmo, mas todos o envolvidos voltaram para corrida após os reparos nos boxes em bandeira amarela.



        Na relargada na volta cinco com Power na liderança ditando o ritmo. Tony Kanaan superou o Ryan Hunter-Reay assumindo a quarta colocação. Castroneves tinha voltado em 19º e já havia ganhado dois posições quando precisou voltar aos boxes para mais reparos no carro. Nesse momento quem fazia uma grande corrida de recuperação era o Juan Pablo Montoya que havia largado em 19º, escapado da primeira confusão, e na volta 15 já era 11º.

          Power seguia em forte ritmo abrindo larga vantagem. A segunda bandeira amarela foi um oferecimento de Carlos Huertas da Dale Coyne, seu carro quebrou e ficou em local perigoso. Quase todos os pilotos foram para os boxes. Power continuou na liderança, com Dixon em segundo e Hunter-Heay em terceiro. Sebastien Bourdais estava em um dia inspirado, e provocou mais uma bandeira amarela, depois de tocar no carro do seu companheiro de KV, o colombiano Saavedra que rodou e quase leva junto o Ryan Briscoe.



          Novamente muitos aproveitaram e voltaram para os boxes, Tony Kanaan em uma estratégia diferente, ficou na pista e assumiu, momentaneamente, a liderança. Nos pits Dixon saiu na frente do Will. Na volta 40 a relargada, nessa Mike Conway foi rápido e tomou a liderança de Tony. Will Power antes favorito a vitória, resolveu dar mais emoção ao campeonato e rodou sozinho quando estava em oitavo, caindo para o 20º posto.



          Parte final da corrida tinha Graham Rahal em primeiro após ultrapassar Conway. Os pilotos que não entraram nos boxes na última bandeira amarela e apostaram em uma estratégia diferente, tiveram que parar. Kanaan e Rahal saíram da luta pela vitória. Mike Conway reassumia a liderança faltando três voltas para o final, mas Scott Dixon foi para cima e tomou o 1º lugar para não mais largar. Mike também perdeu o segundo lugar para Hunter-Heay. E na última volta acabou o combustível do inglês do carro # 20 que se arrastou até a linha de chegada, mas ainda conseguiu completar em 14º. Will ainda conseguiu chegar em décimo, já Hélio ficou em 18º. Pagenaud com terceiro lugar ainda se manteve vivo na luta pelo título. Decisão do campeonato ficou para Fontana na próxima semana, por se tratar de 500 milhas, terá pontuação dobrada.



Resultado Final:

01º. # 9 - Scott Dixon (NZL) Chip Ganassi - CHEVROLET, 85 Voltas
02º. # 28 - Ryan Hunter-Reay (USA) Andretti - HONDA, 85 Voltas
03º. # 77 - Simon Pagenaud (FRA) Schmidt Peterson - HONDA, 85 Voltas

04º. # 14 - Takuma Sato (JPN) AJ Foyt - HONDA, 85 Voltas
05º. # 2 - Juan Pablo Montoya (COL) Penske - CHEVROLET, 85 Voltas
06º. # 67 - Josef Newgarden (USA) Fischer Hartman - HONDA, 85 Voltas
07º. # 7 - Mikhail Aleshin (RUS) Schmidt Peterson - HONDA, 85 Voltas
08º. # 25 - Marco Andretti (USA) Andretti - HONDA, 85 Voltas
09º. # 19 - Justin Wilson (ENG) Dale Coyne - HONDA, 85 Voltas
10º. # 12 - Will Power (AUS) Penske - CHEVROLET, 85 Voltas
11º. # 11 - Sebastien Bourdais (FRA) KV - CHEVROLET, 85 Voltas         
12º. # 27 - James Hinchcliffe (CAN) Andretti – HONDA, 85 Voltas
13º. # 10 - Tony Kanaan (BRA) Chip Ganassi - CHEVROLET, 85 Voltas  
14º. # 20 - Mike Conway (ENG) Ed Carpenter - CHEVROLET, 85 Voltas
15º. # 98 - Jack Hawksworth (ENG) Bryan Herta - HONDA, 85 Voltas
16º. # 17 - Sebastian Saavedra (COL) KV - CHEVROLET, 85 Voltas 
17º. # 8 - Ryan Briscoe (AUS) Chip Ganassi - CHEVROLET, 85 Voltas         
18º. # 3 - Hélio Castroneves (BRA) Penske - CHEVROLET, 85 Voltas
19º. # 34 - Carlos Muñoz (COL) Andretti – HONDA, 85 Voltas
20º. # 15 - Graham Rahal (USA) RLL - HONDA, 85 Voltas
21º. # 83 - Charlie Kimball (USA) Chip Ganassi - CHEVROLET, 84 Voltas

Não Completou:

22º. # 18 - Carlos Huertas (COL) Dale Coyne - HONDA, 28 Voltas (mecânico).


Fontes:
http://www.indycar.com/
http://esporte.band.uol.com.br/
http://www.grandepremio.com.br/  

domingo, 24 de agosto de 2014

Corrida: GP da Bélgica 2014...



          O GP da Bélgica foi agitado tanto para o bem e para o mal. Sem chuva no circuito de Spa-Francorchamps a corrida se tornaria mais previsível, mas após a largada muita coisa interessante aconteceu. Convenhamos que o clima entre os pilotos Nico Rosberg e Lewis Hamilton da equipe Mercedes-Benz não é uma maravilha, e conforme o campeonato avança os atritos, as desconfianças e as acusações vão aumentando. O clima é tenso e a direção da Mercedes se vê em uma sinuca de bico, pois é impossível satisfazer os dois lados, conforme o diretor da equipe Toto Wolff.

         Na largada Rosberg patinou e permitiu que Hamilton e Sebastian Vettel lhe superassem, caindo para o terceiro lugar. Vettel tinha o carro com pouca asa, e voo para cima de Lewis para tentar superá-lo, mas perdeu o ponto de freada e passou reto pela área de escape. Com isso Nico ganhou a posição do compatriota e partiu para cima de Hamilton. E eis que na segunda volta do GP belga o inevitável aconteceu e ambos se tocaram. Rosberg vinha na reta com mais ação para cima do Lewis tentar a ultrapassagem. O inglês se protegeu deixando o lado de fora da curva para Nico que não se fez de rogado e tentou dividir a curva com o companheiro de equipe.



         Hamilton tentou retornar a trajetória normal, e deu uma leve fechada em Rosberg. O alemão calculou mal a manobra ou simplesmente optou por não recolher e acertou sua asa dianteira no pneu traseiro esquerdo de Hamilton que furou e o inglês foi se arrastando para os boxes, jogando por terra qualquer chance de pontuar. O alemão por sua vez quebrou a asa e perdeu rendimento e teve que antecipar sua parada para trocar o bico. Aparentemente, toque normal de corrida, isso já aconteceu muito, os comissários entenderam da mesma forma, mas as proporções que isso deve tomar na equipe Mercedes são grandes. Pois com aquele toque entre seus pilotos a Mercedes deixou de ganhar mais uma corrida, ótimo para Red Bull e excelente para Daniel Ricciardo.

           Com os problemas da Mercedes, Sebastian Vettel que estava em segundo, errou novamente o ponto de freada espalhou, com isso foi superado pelo companheiro Ricciardo. Com a parada de Rosberg, o australiano assumiu a liderança para não mais largar. Saiu uma punição para Fernando Alonso por problemas antes da largada. Após as primeiras paradas nos boxes, Ricciardo manteve a liderança com Kimi Raikkonen em segundo. Vettel em terceiro com Rosberg de pneus médios ao seu encalço e Bottas em quinto. Nico em uma tentativa de superar Vettel deu uma fritada no pneu dianteiro deixando-o quadrado, assim acabou sendo superado por Bottas.



          Com problemas de vibração excessiva, Rosberg foi obrigado a antecipar a parada para colocar outro jogo de pneus médios. Depois segunda rodada de pit stops, depois da volta 30 Ricciardo na ponta claro, com Rosberg em segundo. Raikkonen em grande corrida em terceiro. Mais atrás Bottas supera Vettel e partiu ao encalço de Kimi. Com pneus médios dez voltas mais novos Ricciardo dificilmente seria ameaçado por Rosberg. Mesmo com segundo lugar garantido a Mercedes chamou o piloto do carro # 6 para uma terceira parada para colocar os pneus macios. Nico voltou em quarto mais de 20 segundos atrás do australiano.

         Entretanto, era o carro mais rápido da pista, em uma volta passou Raikkonen e Valtteri, e iniciou a caçada ao Daniel. Sebastian Vettel seguiu a tática de Rosberg, e voltou em oitavo. Kevin Magnussen batalhava com Fernando Alonso pelo quinto lugar. O piloto da McLaren se defendia agressivamente dos ataques do espanhol ferrarista. E com isso foram chegando para a brincadeira Button e Vettel. Em uma das tentativas de ultrapassagem de Alonso, Magnussen endiabrado jogou a Ferrari # 14 para a grama. Kevin também tocou rodas com Button e Vettel. Nessa disputa toda, quem se deu melhor foi Vettel como estava com pneus mais novos e assegurou o quinto lugar. Magnussen chegou em sexto, mas foi punido pelos comissários pela manobra que jogou Fernando para fora da pista com o acréscimo de 20 segundos em seu tempo final e caiu para o 12º lugar. Alonso ainda quebrou a asa dianteira em um toque com Vettel.



          Lá na frente, Rosberg voo, mas não deu tempo, chegou menos de 4 segundos de Ricciardo, Bottas completou o pódio. Kimi Raikkonen fez sua melhor corrida no ano com o quarto lugar. O André Lotterer em sua estreia, só teve o gosto de largar, depois teve problemas no motor Renault. E assim aguardaremos o desenrolar da história!



Resultado Final:

01º. # 3 - Daniel Ricciardo (AUS) Red Bull Renault; 44 voltas em 1h24m36s556
02º. # 6 - Nico Rosberg (GER) Mercedes-Benz; +3s383
03º. # 77 - Valtteri Bottas (FIN) Williams Mercedes-Benz; +28s032
04º. # 7 - Kimi Raikkonen (FIN) Ferrari; +36s815
05º. # 1 - Sebastian Vettel (GER) Red Bull Renault; +52s196
06º. # 22 - Jenson Button (ENG) McLaren Mercedes-Benz; +54s580
07º. # 14 - Fernando Alonso (SPA) Ferrari; +1m01s162
08º. # 11 - Sergio Pérez (MEX) Force India Mercedes-Benz; +1m04s293
09º. # 26 - Daniil Kvyat (RUS) Toro Rosso Renault; +1m05s347
10º. # 27 - Nico Hulkenberg (GER) Force India Mercedes-Benz; +1m05s697

Não Pontuaram:

11º. # 25 - Jean-Eric Vergne (FRA) Toro Rosso Renault; +1m11s920
12º. # 20 - Kevin Magnussen  (DNK) McLaren Mercedes-Benz; +54s262 (*)
13º. # 19 - Felipe Massa (BRA) Williams Mercedes-Benz; +1m15s975
14º. # 99 - Adrian Sutil (GER) Sauber Ferrari; +1m22s447
15º. # 21 - Esteban Gutiérrez (MEX) Sauber Ferrari; +1m30s825
16º. # 4 - Max Chilton (ENG) Marussia Ferrari; a 1 volta
17º. # 9 - Marcus Ericsson (SWE) Caterham Renault; a 1 volta
18º. # 17 - Jules Bianchi (FRA) Marussia Ferrari; a 5 voltas


Não Completaram:

19º. # 44 - Lewis Hamilton (ENG) Mercedes-Benz; a 6 voltas
20º. # 8 - Romain Grosjean (FRA) Lotus Renault; a 12 voltas
21º. # 13 - Pastor Maldonado (VEN) Lotus Renault; a 43 voltas
22º. # 45 - André Lotterer (GER) Caterham Renault; a 43 voltas 

Melhor Volta:

# 6 - Nico Rosberg (GER/Mercedes-Benz), 1:50.511 (volta 36).

(*) # 20 - Kevin Magnussen (DNK) McLaren Mercedes-Benz; punido com acréscimo de 20 segundos em seu tempo final.

Fontes:
http://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/
http://www.grandepremio.com.br/
http://www.formula1.com/default.html
http://flaviogomes.warmup.com.br/      

Classificação: GP de Sonoma - Mais uma Pole Position para Power.


         Will Power está decidido e quer deixar para trás essa história de vice. Na penúltima etapa da IndyCar Series em Sonoma, o australiano da Penske largará da Pole Position, e com isso soma mais um ponto extra. Circuito misto, onde o piloto do carro # 12 é sempre um dos favoritos! O vice líder Hélio Castroneves sai de sexto. O GP de Sonoma será transmitido a partir das 17:30hs (Horário de Brasília) neste domingo.  

Grid de largada:

01º. # 12 - Will Power (AUS) Penske - CHEVROLET, 1:17.413
02º. # 67 - Josef Newgarden (USA) Fischer Hartman - HONDA, 1:17.732            +0.319
03º. # 9 - Scott Dixon (NZL) Chip Ganassi - CHEVROLET, 1:17.904 +0.491
04º. # 27 - James Hinchcliffe (CAN) Andretti – HONDA, 1:17.957          +0.544
05º. # 8 - Ryan Briscoe (AUS) Chip Ganassi - CHEVROLET, 1:18.122 +0.709
06º. # 3 - Hélio Castroneves (BRA) Penske - CHEVROLET, 1:18.877 +1.464
07º. # 11 - Sebastien Bourdais (FRA) KV - CHEVROLET, 1:17.718 +0.305  
08º. # 10 - Tony Kanaan (BRA) Chip Ganassi - CHEVROLET, 1:17.723 +0.310
09º. # 34 - Carlos Muñoz (COL) Andretti – HONDA, 1:17.726 +0.313
10º. # 28 - Ryan Hunter-Reay (USA) Andretti - HONDA, 1:17.750           +0.337
11º. # 83 - Charlie Kimball (USA) Chip Ganassi - CHEVROLET, 1:17.753          +0.340
12º. # 7 - Mikhail Aleshin (RUS) Schmidt Peterson - HONDA, 1:18.770 +1.357
13º. # 25 - Marco Andretti (USA) Andretti - HONDA, 1:18.268   
14º. # 15 - Graham Rahal (USA) RLL - HONDA, 1:18.125  
15º. # 77 - Simon Pagenaud (FRA) Schmidt Peterson - HONDA, 1:18.277
16º. # 19 - Justin Wilson (ENG) Dale Coyne - HONDA, 1:18.230
17º. # 20 - Mike Conway (ENG) Ed Carpenter - CHEVROLET, 1:18.352          
18º. # 98 - Jack Hawksworth (ENG) Bryan Herta - HONDA, 1:18.231
19º. # 2 - Juan Pablo Montoya (COL) Penske - CHEVROLET, 1:18.810
20º. # 14 - Takuma Sato (JPN) AJ Foyt - HONDA, 1:18.410
21º. # 18 - Carlos Huertas (COL) Dale Coyne - HONDA, 1:18.960
22º. # 17 - Sebastian Saavedra (COL) KV - CHEVROLET, 1:18.520

Fontes:
http://www.indycar.com/
http://esporte.band.uol.com.br/
http://www.grandepremio.com.br/