sábado, 29 de novembro de 2014

Conforme esperado, equipe Toro Rosso confirma Carlos Sainz Jr.


         Depois que Jean-Eric Vergne anunciou sua saída da Toro Rosso, a equipe de Faenza não teve mais motivos para guardar segredo e já confirmou seu outro piloto para 2015. E como esperado, o espanhol Carlos Sainz Júnior de 20 anos foi anunciado pelo time para a próxima temporada. Sainz fará dupla com Max Verstappen. Portanto, será a dupla mais jovem que uma equipe já teve em toda a história da Fórmula 1. Como Verstappen recém completou 17 anos a média de idade da dupla é de 18,5 anos, conforme Victor Martins do Site Grande Prêmio.

          E assim, a Toro Rosso inicia um novo ciclo com dois novos pilotos, que são jovens demais, talvez, e creio que queimaram algumas etapas para a exigente Fórmula 1. Entretanto, é mais uma aposta do consultor Helmut Marko, o cara que achou Vettel e bancou Ricciardo na Red Bull em 2014, mas que também rifou as carreiras de outros tantos pilotos!

          Conforme a cartilha da Red Bull se esses dois não derem certo, a culpa será única e exclusivamente deles...

Fonte:
http://grandepremio.uol.com.br/ultimas-noticias/
http://bandeiraverde.com.br/tag/toro-rosso/

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Não houve reviravolta e Jean-Eric Vergne dá adeus a Toro Rosso!

Au revoir!

          Em outubro, após o anuncio da surpreendente saída de Sebastian Vettel da Red Bull, fiz um post aqui, sobre as escolhas dos pilotos da Red Bull para temporada de 2015. Com a ida de Daniil Kvyat para equipe principal, foi cogitada a manutenção de Jean-Eric Vergne na equipe Toro Rosso para formar dupla com o já confirmado Max Verstappen. Errei muitos palpites na Silly Season desse ano, mas no caso de Vergne, acertei! Somente uma reviravolta faria o francês continuar na equipe de Faenza, mas que não houve...

        O próprio piloto confirmou sua saída através de sua conta no Twitter. Portanto, a Toro Rosso terá dois pilotos estreantes em 2015. O favorito para a vaga restante na Toro Rosso continua sendo o espanhol Carlos Sainz Júnior que testou pela essa semana pela Red Bull nos testes de pós-temporada no circuito de Abu Dhabi. Assim, Jean-Eric aumenta o histórico de pilotos descartados pela Red Bull/Toro Rosso após 3 temporadas, e neste momento, está fora do grid para próxima temporada.

          Interessante notar outro indício sobre a saída do francês é durante o GP de Abu Dhabi. Em um momento da prova Jean-Eric Vergne teve uma bela disputa por posição com Daniel Ricciardo da Red Bull que havia largado dos boxes. Note no vídeo abaixo que Ricciardo em um primeiro momento, faz a ultrapassagem sobre Vergne, mas o francês joga duro e recupera a posição algumas curvas depois. Já na volta seguinte, no mesmo ponto, Ricciardo tem muito mais facilidade e consegue enfim a ultrapassagem sobre Vergne. Ocorreu que Jean-Eric levou uma dura via rádio por ter atrapalhado e feito Daniel perder tempo. Acredito que a decisão da cúpula da Red Bull, já havia sido tomada antes do ocorrido...  





Fonte:
http://grandepremio.uol.com.br/f1/noticias/

Sergio Perez segue na Force India.

Até 2016...

         Ainda em Abu Dhabi, o dono da Force India, Vijay Mallya confirmou a permanência do piloto Sergio Perez ao lado de Nicolas Hulkenberg na temporada de 2015. Tudo apontava para a continuidade do mexicano, mas ainda faltavam alguns detalhes referente ao patrocínio que o piloto trazia para o time.

         A Force India, claro, negociava uma verba maior para manter Perez guiando seus carros, pois na próxima temporada, teremos a volta do GP do México e com Esteban Gutierrez praticamente fora do grid, a equipe indiana barganhou com o Grupo de Carlos Slim uma verba maior, pois dificilmente o grupo mexicano deixaria um piloto da casa de fora desse evento, no caso Sergio Perez! O time de Vijay Mallya conseguiu convencer os mexicanos.

          Em compensação, o Grupo Telmex conseguiu aumentar a duração do contrato de seu protegido. Sergio Perez assinou um novo acordo válido até o fim de 2016 com os indianos. Foi um ótimo negócio para ambos os lados. Pois, o acordo com o Grupo de Carlos Slim a Force India que não anda tão bem, financeiramente, e assim, se garante para a próxima temporada. Sergio Perez que é bom piloto, e creio, mereça está na Fórmula 1. Sendo assim, o México terá um piloto da casa garantido no retorno de seu GP no Autódromo Hermanos Rodríguez!

Fonte:
http://quatrorodas.abril.com.br/grid//noticias/

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Estatísticas, Dados e Números de Pilotos, Construtores e Motores – (19/19).



PILOTOS:

  • 70º Pódio de Lewis Hamilton;
  • 39º Pódio de Felipe Massa;        
  • 33ª Vitória de Lewis Hamilton;
  • 15ª Pole Position de Nico Rosberg;
  • 6º Pódio de Valtteri Bottas;
  • 2º Título de Lewis Hamilton;
  • 1ª Melhor Volta de Daniel Ricciardo.



CONSTRUTORES:

  • 306º Pódio da Equipe Williams;
  • 63º Pódio da Equipe Mercedes-Benz;
  • 44ª Melhor Volta da Equipe Red Bull;
  • 35ª Pole Position da Equipe Mercedes-Benz;
  • 29ª Vitória da Equipe Mercedes-Benz.


MOTORES:

  • 320º Pódio do Motor Mercedes-Benz;
  • 168ª Melhor Volta do Motor Renault;
  • 118ª Pole Position do Motor Mercedes-Benz;
  • 115ª Vitória do Motor Mercedes-Benz.



Fonte: http://statsf1.com/en/default.aspx

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Classificação dos Campeonatos de Pilotos e Construtores da Fórmula 1 – (19/19).



PILOTOS:

01°. # 44 - Lewis Hamilton (ENG/Mercedes-Benz), 384 Pontos (=) Posição
02°. # 6 - Nico Rosberg (GER/Mercedes-Benz), 317  (=)
03°. # 3 - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull Renault), 238  (=)
04°. # 77 - Valtteri Bottas(FIN/Williams Mercedes-Benz), 186  (+2)
05°. # 1 - Sebastian Vettel (GER/Red Bull Renault), 167  (-1)
06°. # 14 - Fernando Alonso (SPA/Ferrari), 161 (-1)
07°. # 19 - Felipe Massa (BRA/Williams Mercedes-Benz), 134  (+1)
08°. # 22 - Jenson Button (ENG/McLaren Mercedes-Benz), 126  (-1)
09°. # 27 - Nicolas Hulkenberg (GER/Force India Mercedes-Benz), 96  (=)
10°. # 11 - Sergio Perez(MEX/Force India Mercedes-Benz), 59  (+2)
11º. # 20 - Kevin Magnussen (DNK/McLaren Mercedes-Benz), 55  (-1)
12º. # 7 - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 55  (-1)
13º. # 25 - Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso Renault), 22  (=)
14º. # 8 - Romain Grosjean (FRA/Lotus Renault), 8  (=)
15º. # 26 - Daniil Kviat (RUS/Toro Rosso Renault), 8  (=)
16º. # 13 - Pastor Maldonado (VEN/Lotus Renault), 2  (=)
17º. # 17 - Jules Bianchi (FRA/Marussia Ferrari), 2  (=)
18º. # 99 - Adrian Sutil (GER/Sauber Ferrari), 0 (=)
19º. # 9 - Marcus Ericsson (SWE/Caterham Renault), 0  (=)
20º. # 21 - Esteban Gutierrez (MEX/Sauber Ferrari), 0  (=)
21º. # 4 - Max Chilton (ENG/Marussia Ferrari), 0  (=)
22º. # 10 - Kamui Kobayashi (JPN/Caterham Renault), 0  (=)
23º. # 46 - Will Stevens (ENG/Caterham Renault), 0  (+1)
24º. # 45 - André Lotterer (GER/Caterham Renault), 0 (-1)

CONSTRUTORES:

01º. Mercedes-Benz (GER), 701 Pontos  (=)
02º. Red Bull Renault (AUT), 405  (=)
03º. Williams Mercedes-Benz (ENG), 320  (=)
04º. Ferrari (ITA), 216  (=)
05º. McLaren Mercedes-Benz (ENG), 181  (=)
06º. Force India Mercedes-Benz (IND), 155  (=)
07º. Toro Rosso Renault (ITA), 30  (=)
08º. Lotus Renault (ENG), 10  (=)
09º. Marussia Ferrari (RUS), 2  (=)
10º. Sauber Ferrari (SWI), 0  (=)
11º. Caterham Renault (ENG), 0  (=)



Fonte: http://www.formula1.com/default.html

domingo, 23 de novembro de 2014

Corrida: GP de Abu Dhabi 2014...


         A corrida em Yas Marina foi boa, mas ficou um pouco aquém do esperado. A decisão do título foi praticamente decido na largada. Nico Rosberg mais uma vez se atrapalhou com a embreagem, algo corriqueiro esse ano, viu Lewis Hamilton assumir a liderança e partir rumo ao Bicampeonato. Felipe Massa também largou muito bem e quase supera o Rosberg. Já a largada de Valtteri Bottas conseguiu ser pior que a do Nico, caindo de terceiro para o oitavo lugar.



         Mais atrás uma disputa mais acirrada entre Magnussen e Hulkenberg que resultou em uma punição para o alemão. Logo depois Magnussen foi tocado por Adrian Sutil, mas sem maiores danos para ambos. Os carros da Red Bull que haviam largado dos boxes, já estavam abrindo caminho, com Daniel Ricciardo a frente de Vettel. Ainda na primeira volta Romain Grosjean da Lotus pagou seu drive-through.

          Na liderança Hamilton já estava abrindo uma distância cômoda para Rosberg. Já na sexta volta houve o início das trocas de pneus com Fernando Alonso em sua última corrida pela Ferrari. Nas voltas seguintes os demais também entraram com exceção daqueles que largaram com os pneus macios (amarelos). Hamilton e Rosberg entraram nos boxes nas voltas 10 e 11, respectivamente. Com as paradas do pelotão do meio, os carros da Red Bull já estavam na zona de pontuação. Os carros da Williams ficaram na pista o maior tempo possível com os pneus super macios (vermelho). Felipe Massa se segurou até a volta 14.



          Ricciardo teve uma disputa encardida com Jean-Eric Vergne, o francês da Toro Rosso não facilitou na primeira tentativa de ultrapassagem do australiano. Logo depois, levou uma cutucada no rádio da equipe e deixou Daniel passar. Já Kvyat abandonava a prova! Na volta 24, Nico Rosberg fritou os pneus e foi passear na área de escape. O que parecia um pequeno erro do alemão, na verdade, era o indício de um grande problema no carro de Rosberg. O carro de Nico apresentou um defeito o ERS, portanto perdendo potência e dificultando as frenagens.



          O piloto do carro # 6 se arrastava pela pista, esse momento, selou o título de Hamilton. Massa em grande corrida já fazia a ultrapassagem em Nico e assumia o segundo lugar. Na volta 28, o motor Renault do carro de Pastor Maldonado estourou para irônica alegria dos mecânicos da Lotus. Houve muita demora dos fiscais de pista para apagar o fogo no carro de Maldonado. Button e Alonso fizeram mais um bom duelo por posição após a segunda parada de ambos.



          Com o problema no carro de Rosberg a Mercedes-Benz ficou preocupada, e instruiu ao Lewis que maneirasse na tocada. Na transmissão da Rede Globo, o narrador Galvão Bueno e os comentaristas Reginaldo Leme e Luciano Burti entenderam que o carro # 44 também tinha problemas, mas na verdade, Hamilton só estava administrando, e quando foi preciso voltou ao bom ritmo.

          As coisas só pioravam para Rosberg que já era superado por vários pilotos. Entretanto, o alemão fez questão de se manter na pista até o final da prova e terminou em 14º. Massa alongou sua última parada ao máximo, e para o último trecho, a Williams e o piloto apostaram nos pneus super macios. Massa até diminuiu a diferença para Hamilton, mas não conseguiu chegar no inglês da Mercedes-Benz.



        Lewis Hamilton conquistou o título da melhor maneira, vencendo! Título merecido, o inglês comemorou fazendo zerinhos para a torcida. Com a vitória Hamilton somou mais 50 pontos, já que a corrida em Abu Dhabi a pontuação era dobrada. Foram 11 vitórias, 7 poles e 6 melhores voltas e 384 pontos na campanha do Bicampeonato do inglês. Massa e Bottas completaram o pódio. Daniel Ricciardo, outro destaque da corrida e do campeonato, finalizou em quarto e ainda fez a melhor volta da prova. Jenson Button conquistou o quinto lugar, garantindo a McLaren na frente da Force India no Mundial de Construtores. Button também fez seus zerinhos para a torcida e espera continuar na categoria! Nicolas, Perez, Vettel, Alonso e Kimi completaram os dez primeiros, respectivamente. Que 2015 seja melhor...   



Resultado Final:

01º. # 44 - Lewis Hamilton (ENG) Mercedes-Benz; 1:39:02.619 (55 voltas).
02º. # 19 - Felipe Massa (BRA) Williams Mercedes-Benz; +2.576
03º. # 77 - Valtteri Bottas (FIN) Williams Mercedes-Benz; +28.880     
04º. # 3 - Daniel Ricciardo (AUS) Red Bull Renault; +37.237                         
05º. # 22 - Jenson Button (ENG) McLaren Mercedes-Benz; +1:00.334                
06º. # 27 - Nico Hulkenberg (GER) Force India Mercedes-Benz; +1:02.148
07º. # 11 - Sergio Pérez (MEX) Force India Mercedes-Benz; +1:11.060
08º. # 1 - Sebastian Vettel (GER) Red Bull Renault; +1:12.045
09º. # 14 - Fernando Alonso (SPA) Ferrari; +1:25.813
10º. # 7 - Kimi Raikkonen (FIN) Ferrari; +1:27.820

Não Pontuaram:

11º. # 20 - Kevin Magnussen (DNK) McLaren Mercedes-Benz; +1:30.376
12º. # 25 - Jean-Eric Vergne (FRA) Toro Rosso Renault; +1:31.947
13º. # 8 - Romain Grosjean (FRA) Lotus Renault; +1 volta
14º. # 6 - Nico Rosberg (GER) Mercedes-Benz; +1 volta
15º. # 21 - Esteban Gutiérrez (MEX) Sauber Ferrari; +1 volta
16º. # 99 - Adrian Sutil (GER) Sauber Ferrari; +1 volta
17º. # 46 - Will Stevens (ENG/Caterham Renault); +1 volta

Não Completaram:

18º. # 10 - Kamui Kobayashi (JPN/Caterham Renault); +13 voltas
19º. # 13 - Pastor Maldonado (VEN) Lotus Renault; +29 voltas
20º. # 26 - Daniil Kvyat (RUS) Toro Rosso Renault; +41 voltas

Melhor Volta:

# 3 - Daniel Ricciardo (AUS) Red Bull Renault; 1:44.496 (volta 50).

Fontes:

http://www.formula1.com/
http://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/
http://www.grandepremio.uol.com.br/
http://flaviogomes.grandepremio.uol.com.br/  

Classificação: GP de Abu Dhabi 2014...


         Tudo dentro do esperado para última etapa do mundial com os carros da equipe Mercedes-Benz dominando a primeira fila no treino classificatório em Yas Marina. Nico Rosberg deu um pequeno passo na briga pelo título e assinalou sua 11ª Pole Position no ano. Lewis Hamilton líder do campeonato sai em segundo e não precisa vencer para conquistar o título, basta acompanhar Rosberg de perto, o inglês não precisa se arriscar muito, mas Hamilton é Hamilton e dele pode-se esperar de tudo.



          Quem pode intrometer-se nessa briga, são os pilotos da Williams, Bottas e Massa largam na segunda fila e se partirem bem, Felipe, aliás, vem fazendo isso muito bem, podem se colocar entre os carros prateados, deixando mais emocionante a corrida no circuito árabe. Entretanto, a superioridade da Mercedes é tanta que, mesmo que larguem mal, podem perfeitamente superar a Williams.



           Em Abu Dhabi tivemos a volta da equipe Caterham ao grid, quanto ao desempenho dos carros do time, nada mudou. E agora que nem tem mais a Marussia para disputar. Todavia, Kamui Kobayashi e, principalmente, o novato Will Stevens estavam satisfeitos em poder competir eu também estaria. Romain Grosjean garantiu seu lugar na Lotus por mais uma temporada, mas para a classificação em Abu Dhabi o piloto foi punido com 20 posições por ter que usar o sexto motor na temporada.



          Após o treino classificatório os carros da Red Bull que largariam da terceira fila foram desclassificados por irregularidades na asa dianteira, conforme a FIA. Portanto, Daniel Ricciardo e Sebastian Vettel, este último, em sua despedida da equipe dos energéticos vão largar da última fila amanhã. Assim, o piloto que melhor representou a Red Bull acabou sendo Daniil Kvyat da Toro Rosso que herdou a 5ª posição no grid. Jenson Button que também parece se despedir, não só da McLaren, mas da Fórmula 1, o que é uma pena, garantiu o sexto lugar. Com a punição da Red Bull, a Ferrari pula para a quarta fila com Raikkonen na frente do Alonso. Outros beneficiados foram Kevin Magnussen e Jean-Eric Vergne fechando os dez primeiros.



         Amanhã conheceremos o piloto Campeão de 2014, o primeiro da nova era turbo na Fórmula 1. Lewis Hamilton ou Nico Rosberg? Para mim isso é indiferente, creio que os dois merecem e o título ficará em boas mãos. Nico foi melhor nos treinos classificatórios e foi muito constante, mas Lewis tem mais vitórias e foi mais efetivo nas corridas. Houve prós e contras para ambos, mas infelizmente os acontecimentos em Spa-Francorchamps ganharam muita repercussão e desdobramentos que influenciaram a disputa, algo desnecessário. Enfim, a batalha, digo a largada está marcada para as 11 horas (Horário de Brasília).           



Grid Provisório de Largada:

Q3:

01º. # 6 - Nico Rosberg (GER/Mercedes-Benz); 1:40.480
02º. # 44 - Lewis Hamilton (ENG/Mercedes-Benz); 1:40.866 +0.386
03º. # 77 - Valtteri Bottas (FIN/Williams Mercedes-Benz); 1:41.025 +0.545
04º. # 19 - Felipe Massa (BRA/Williams Mercedes-Benz); 1:41.119 +0.639
05º. # 26 - Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso Renault); 1:41.267 +0.787    
06º. # 22 - Jenson Button (ENG/McLaren Mercedes-Benz); 1:41.893 +1.413
07º. # 7 - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari); 1:41.908 +1.428
08º. # 14 - Fernando Alonso (SPA/Ferrari); 1:41.964 +1.484

Q2:

09º. # 20 - Kevin Magnussen (DNK/McLaren Mercedes-Benz); 1:42.236 +1.756
10º. # 25 - Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso Renault); 1:42.866 +2.386
11º. # 11 - Sergio Pérez (MEX/Force India Mercedes-Benz); 1:42.198 +1.718
12º. # 27 - Nico Hulkenberg (GER/Force India Mercedes-Benz); 1:42.207 +1.727
13º. # 99 - Adrian Sutil (GER/Sauber Ferrari); 1:42.239 +1.759

Q1:

14º. # 21 - Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber Ferrari); 1:42.384 +1.904
15º. # 13 - Pastor Maldonado (VEN/Lotus Renault); 1:43.074 +2.594
16º. # 10 - Kamui Kobayashi (JPN/Caterham Renault); 1:42.819 +2.339
17º. # 46 - Will Stevens (ENG/Caterham Renault); 1:42.860 +2.380
18º. # 8 - Romain Grosjean (FRA/Lotus Renault); 1:44.540 +4.060 (*)
19º. # 3 - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull Renault); 1:41.267 +0.787 (**)
20º. # 1 - Sebastian Vettel (GER/Red Bull Renault); 1:41.893 +1.413 (**)

Informações Adicionais:

(*) O piloto da Lotus # 8 - Romain Grosjean, foi punido com a perda de 20 posições no grid de largada por exceder o limite de componentes de três itens do motor. Como não conseguiu cumprir toda punição no treino, terá que pagar um drive-through durante a corrida.

(**) Os pilotos da Red Bull # 3 - Daniel Ricciardo e # 1 - Sebastian Vettel foram desclassificados devido a uma flexibilidade irregular do aerofólio dianteiro, e largarão da última fila.

Fontes:
http://www.formula1.com/default.html
http://grandepremio.uol.com.br/f1/ultimas-noticias
http://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/noticia/

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Lotus renova com Romain Grosjean, e Caterham define seu outro piloto para o GP de Abu Dhabi...

Grosjean confirmado para 2015.

         Antes do anúncio de Vettel pela Ferrari, conforme o post anterior. A Lotus já havia confirmado que renovou por mais uma temporada com o franco-suíço Romain Grosjean e assim, a Lotus manterá a dupla “explosiva” com Pastor Maldonado em 2015. Grosjean irá para terceira temporada consecutiva com a equipe de Enstone. Romain sempre teve a confiança dos diretores da Lotus, liderados por Gerald Lopez e sua permanência no time não chega a ser uma surpresa.

           Grosjean tinha a opção de deixar a Lotus, pois o contrato do piloto possuía uma cláusula de desempenho, e como a Lotus faz uma péssima temporada, perdeu vários nomes importantes da área técnica, somado aos muitos problemas com o E-22, além do desempenho aquém do esperado da unidade de força da Renault. Tanto que a equipe desfez a parceria com os franceses e assumirá o lugar deixado pela McLaren, e será impulsionada pelos os motores da Mercedes-Benz no próximo ano. Entretanto, o franco-suíço ficou sem opções, e o melhor mesmo foi garantir mais uma temporada pelo time.

# 46 - Will Stevens.


          Já a Caterham definiu o companheiro de Kamui Kobayashi na última etapa do campeonato. Os administradores acertaram a estreia do inglês Will Stevens no GP de Abu Dhabi, o piloto competia na World Series by Renault e participava do finado Programa de Jovens Talentos do time. Stevens já havia guiado o carro da equipe nas duas vezes em que houve testes de temporada após o GP da Inglaterra. Portanto, a FIA concedeu a superlicença para o jovem disputar a corrida em Yas Marina. Will, claro, chegou à equipe verde munido de um aporte financeiro e deverá correr com número # 46.

Fonte:

http://grandepremio.uol.com.br/f1/ultimas-noticias

Oficial: Sebastian Vettel confirmado pela Ferrari.

Vettel iniciará sua trajetória na Ferrari com o número # 5.

         A Ferrari finalmente se pronunciou, confirmou que o espanhol Fernando Alonso está saindo da equipe em comum acordo. Para seu lugar, e como esperado, a equipe de Maranello anunciou oficialmente o alemão Sebastian Vettel. O vinculo inicial de Vettel com a Ferrari será de três anos, a partir de 2015. Assim, Sebastian se juntará a Kimi Raikkonen com o objetivo de reerguer a escuderia italiana.

        Desde o início do mês passado, a própria Equipe Red Bull já havia confirmado em seu site que o alemão sairia do time ao final de 2014 por sua escolha. Os rumores sobre seu destino sempre apontaram para a Ferrari. Fã confesso de Michael Schumacher, Vettel nunca escondeu que tinha o sonho de guiar pela equipe vermelha, assim como seu ídolo, conforme as palavras do próprio piloto após o anúncio, 

"A próxima etapa da minha carreira na Fórmula 1 será com a Ferrari, e isso, para mim, significa um sonho que se tornou realidade". “Quando eu era criança, Michael Schumacher no carro vermelho foi o meu maior ídolo e agora é uma honra incrível finalmente ter a chance de pilotar uma Ferrari. Já tive uma pequena amostra do espírito da Ferrari quando venci em Monza, em 2008, com um motor de Maranello”. “A equipe tem grande tradição neste esporte e estou extremamente motivado para ajudar o time a voltar ao topo”. “Vou colocar o meu coração e a minha alma para fazer isso acontecer”.

           Já a equipe Rossa espera que a chegada do tetracampeão traga o ânimo e a renovação necessária para voltar ao topo. De acordo com o chefe do time Marco Mattiacci,

“Em termos de Fórmula 1, Sebastian Vettel é uma combinação única de juventude e experiência e ele traz consigo um grande espírito de equipe que vai se mostrar inestimável quando, juntamente com Kimi, começarmos a enfrentar os desafios que nos esperam.”. “Com Sebastian, todos nós compartilhamos a sede de vitória, bem como o entusiasmo, uma forte ética de trabalho e tenacidade, elementos-chave para que todos nós na Ferrari possamos escrever um novo capítulo de vitórias em nossa história”.

             A carreira de Sebastian Vettel na Fórmula 1 é impressionante, não há outra palavra para definir. O piloto que bateu vários recordes de precocidade na categoria, sempre chamou a atenção no paddock. Grande estrela do Programa Júnior de Jovens Talentos da Red Bull, Vettel foi preparado para se tornar um Campeão Mundial. Contudo, sua trajetória de conquistas foi espetacular, atingiu um novo patamar.

           Nessa temporada, Sebastian teve muitos problemas mecânicos e de adaptação e entendimento com o RB-10 aliado ao novo regulamento. As coisas simplesmente não aconteceram para o alemão em 2014, foi superado constantemente pelo Daniel Ricciardo que assimilou melhor as mudanças. Entretanto, suas atuações nunca deixaram dúvidas do grande piloto que é, creio, que não precisa mais provar nada.   

Fonte:
http://grandepremio.uol.com.br/f1/noticias/

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Caterham estará na última etapa.

Ainda funcionando...

          Depois de ficar de fora das corridas nos Estados Unidos e no Brasil. Os administradores legais que assumiram a Caterham, realmente, parecem dispostos a manter o time vivo. Promoveram uma vaquinha virtual para arrecadar fundos, um negócio chamado de crowdfunding, para que a equipe verde corresse no GP de Abu Dhabi. A jogada apesar de absurda, deu certo. As doações ainda não atingiram a meta, mas o time já garantiu a participação. Pois, Bernie Ecclestone deu uma ajudinha arcando com os custos do transporte para Abu Dhabi...

            A Caterham já se mandou para Abu Dhabi. A equipe já definiu que um dos carros será guiado pelo japonês Kamui Kobayashi, já o outro cockpit ainda está vago. Marcus Ericsson que já fechou contrato com a Sauber para o ano que vem e se desligou da equipe. O alemão André Lotterer que participou do GP da Bélgica pela equipe, foi convidado, mas recusou a proposta, conforme o post anterior.

           Assim os administradores da Caterham, liderados por Finbarr O’Connell, esperam definir logo o outro piloto. De preferência, alguém que traga um bom patrocínio. Todavia, apesar da boa notícia em voltar a participar da Fórmula 1, ainda não há qualquer garantia de que a equipe terá capacidade de construir o carro do próximo ano. Comenta-se que todos os empregados da Caterham foram demitidos e a fábrica está parada. Contudo, para participar da 19ª etapa do Mundial, foram recontratados apenas um grupo seleto de empregados para operação do time na última corrida.

Fonte:

http://grandepremio.uol.com.br/f1/noticias/  

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Frases do Paddock Soltas ao Vento... 20


“Estou lisonjeado, porque não é todo dia que você pode atender a chamada da Fórmula 1. Tive uma grande experiência em Spa, mas para fazer mais, precisaria estar em uma melhor situação. Não quero ser simplesmente um cara que guia na parte de trás”. “Se eu tiver oportunidades de receber um melhor lugar na Fórmula 1, aí seria diferente, mas não é isso que parece no momento”.

André Lotterer, falando sobre um dos motivos que o levaram a recusar o convite da Caterham para correr no GP de Abu Dhabi.

sábado, 15 de novembro de 2014

Reinício na pista de Honda e McLaren na Fórmula 1.

http://www.grandprix247.com/

           A McLaren e a Honda deram o pontapé inicial e fizeram ontem a primeira avaliação na pista inglesa de Silverstone do novíssimo motor V6 Turbo visando a temporada de 2015. A unidade de potência da montadora japonesa foi testada em um “carro de desenvolvimento” da McLaren, o chamado MP4-29H, que nada mais é do que o bólido do time inglês desse ano adaptado para receber a unidade de potência da Honda.



          A equipe de Woking e sua parceira japonesa aproveitaram uma brecha no regulamento da FIA que permite que as equipes da Fórmula 1 levem o carro na pista para realização de filmagens publicitárias com quilometragem limitada que por força de regulamento, não pode exceder 100 quilômetros, além disso a McLaren não pôde usar os pneus da Pirelli de corrida para pista seca. Pelo regulamento é permitido usar pneus demonstração, mas no caso da McLaren, foram usados os pneus azuis para chuva em pista seca, conforme as fotos. O piloto de testes Oliver Turvey foi o encarregado de guiar o MP4-29H com o novo motor japonês.



          O objetivo da McLaren com esse teste inicial com o carro de desenvolvimento, pelo qual, já trabalha há algum tempo para abrigar a nova unidade de força da Honda. Os parceiros esperam que todo o conjunto também possa ser testado em Abu Dhabi, nos treinos coletivos após o fim da temporada.



          A Honda, assim afasta os rumores que o desenvolvimento de seu motor estava com o cronograma atrasado, já que, a montadora japonesa até antecipou o teste do mesmo na pista. Creio que serão competitivos e darão trabalho à Mercedes-Benz.

Fontes:
http://grandepremio.uol.com.br/f1/noticias/
http://www.grandprix247.com/

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Frases do Paddock Soltas ao Vento... 19



“Estou esperando, claro, para anunciar o que vai acontecer no próximo ano, mas agora temos de ter paciência”. “Estou ciente de que tenho uma grande tarefa à minha frente. E que isso vai levar tempo, especialmente em um momento em que a Mercedes tem enorme vantagem competitiva”. “É um passo para o desconhecido, portanto um risco. Se eu não estivesse convencido de que posso ser bem-sucedido lá, não teria aceitado”.

Sebastian Vettel, piloto tetracampeão da Fórmula 1, dando dicas sobre seu futuro a partir da próxima temporada...

Destinos de Alonso e Vettel podem ser anunciados em Abu Dhabi.

Estão aguardando os últimos acertos, ou teremos mais surpresas?

         Certo, já sabemos que Fernando Alonso vai deixar a Ferrari e que Sebastian Vettel vai deixar a Red Bull. Entretanto, ainda não sabemos “oficialmente” para quais equipes os mesmos irão correr a partir de 2015.

           Já no paddock e em vários meios da imprensa especializada, circula várias informações afirmando que Alonso voltará para McLaren através da Honda e que Vettel realizará seu desejo de pilotar para a Ferrari.

          É provável que esses anúncios sejam oficialmente divulgados em Abu Dhabi antes da última etapa do Mundial de Fórmula 1, ou logo após o termino do campeonato. De quem será a primeira confirmação?
  
Fonte:
http://grandepremio.uol.com.br/ultimas-noticias       

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Estatísticas, Dados e Números de Pilotos, Construtores e Motores – (18/19).



PILOTOS:

  • 69º Pódio de Lewis Hamilton;
  • 38º Pódio de Felipe Massa;         
  • 26º Pódio de Nico Rosberg;
  • 20ª Melhor Volta de Lewis Hamilton;
  • 14ª Pole Position de Nico Rosberg;
  • 8ª Vitória de Nico Rosberg.



CONSTRUTORES:

  • 304º Pódio da Equipe Williams;
  • 62º Pódio da Equipe Mercedes-Benz;
  • 34ª Pole Position da Equipe Mercedes-Benz;
  • 28ª Vitória da Equipe Mercedes-Benz;
  • 25ª Melhor Volta da Equipe Mercedes-Benz;
  • 16ª Dobradinha da Equipe Mercedes-Benz.




MOTORES:

  • 317º Pódio do Motor Mercedes-Benz;
  • 118ª Melhor Volta do Motor Mercedes-Benz;
  • 117ª Pole Position do Motor Mercedes-Benz;
  • 114ª Vitória do Motor Mercedes-Benz.



Fonte: http://statsf1.com/en/default.aspx