terça-feira, 31 de março de 2015

Classificação do Campeonato IndyCar Series após a 1ª etapa de 2015.





01º. # 2 - Juan Pablo Montoya (COL) Penske - Chevrolet, 51 Pontos
02º. # 1 - Will Power (AUS) Penske - Chevrolet, 44
03º. # 10 - Tony Kanaan (BRA) Chip Ganassi - Chevrolet, 35
04º. # 3 - Hélio Castroneves (BRA) Penske - Chevrolet, 33
05º. # 22 - Simon Pagenaud (FRA) Penske - Chevrolet, 31
06º. # 11 - Sebastien Bourdais (FRA) KV - Chevrolet, 28
07º. # 28 - Ryan Hunter-Reay (USA) Andretti - Honda, 26
08º. # 41 - Jack Hawksworth (ENG) AJ Foyt - Honda, 25
09º. # 20 - Luca Filippi (ITA) CFH - Chevrolet, 22 
10º. # 27 - Marco Andretti (USA) Andretti - Honda, 20     
11º. # 15 - Graham Rahal (USA) RLL - Honda, 19
12º. # 67 - Josef Newgarden (USA) CFH - Chevrolet, 18
13º. # 14 - Takuma Sato (JPN) AJ Foyt - Honda, 17
14º. # 26 - Carlos Muñoz (COL) Andretti – Honda, 16
15º. # 9 - Scott Dixon (NZL) Chip Ganassi - Chevrolet, 15
16º. # 5 - James Hinchcliffe (CAN) Schmidt Peterson - Honda, 14
17º. # 98 - Gabby Chaves (COL) Bryan Herta - Honda, 13
18º. # 25 - Simona de Silvestro (SWI) Andretti – Honda, 12
19º. # 8 - Sage Karam (USA) Chip Ganassi - Chevrolet, 11
20º. # 4 - Stefano Coletti (MCO) KV - Chevrolet, 10
21º. # 83 - Charlie Kimball (USA) Chip Ganassi - Chevrolet, 9
22º. # 7 - James Jakes (ENG) Schmidt Peterson - Honda, 8
23º. # 19 - Francesco Dracone (ITA) Dale Coyne - Honda, 7
24º. # 18 - Carlos Huertas (COL) Dale Coyne - Honda, 6

Fonte:
http://www.indycar.com/

Corrida: GP de São Petersburgo 2015. Montoya um ano depois, aqui é meu lugar...




         Tivemos uma ótima corrida no circuito de rua de São Petersburgo. A IndyCar promoveu a estreia dos badalados kits aerodinâmicos produzidos pelas fornecedoras dos motores da categoria Honda e Chevrolet. O visual dos chassis Dallara DW12 ficaram mais elaborados. O que deixou os carros mais rápidos também. 

          Entretanto, depois de algumas tentativas de ultrapassagens e consequentes toques entre os carros, algumas peças se soltaram com facilidade, principalmente, da asa dianteira. Alguns pilotos tiveram que trocar mais de uma asa na corrida. Houve algumas intervenções do safety-car, somente, para que fosse feito a limpeza dos detritos na pista.

          No ano passado Juan Pablo Montoya retornava à IndyCar após 14 anos em São Petersburgo. Ainda se readaptando, o início não parecia promissor. O piloto largou em 18º e chegou em 15º. No decorrer da temporada seu rendimento foi melhorando, até venceu as 500 Milhas de Pocono, finalizando o campeonato em 4º lugar.  


         Um ano depois, na mesma pista, quanta diferença. Montoya largou em quarto e venceu a corrida. Foi a primeira vitória de Juan Pablo em circuito de rua ou misto desde setembro de 1999, 13ª da carreira. Na largada Will Power manteve a ponta com Hélio em segundo e Pagenaud em terceiro. Montoya caiu para quinto lugar. Mas foi nas relargadas que o colombiano da Penske se destacou. Em uma delas fez uma arrojada dupla ultrapassagem em Pagenaud e Hawksworth.


         Juan Pablo Montoya assumiu a liderança da prova, faltando 27 voltas para o final. Faltando menos de 15 volta para o fim, começou a ser pressionado por Will Power. O australiano tentou surpreender Juan Pablo com uma manobra em um ponto não muito usual para uma ultrapassagem, mas o piloto do carro # 2 fechou a porta e ambos se tocaram. Power teve asa danificada e perdeu rendimento, Will ainda foi atrapalhado por um retardatário. 


          Montoya em primeiro com Power em segundo e Tony Kanaan da Chip Ganassi em terceiro, o piloto brasileiro acabou evitando que o quarteto fantástico da Penske terminassem nas quatro primeiras posições da prova. Pois, Hélio foi o quarto e Pagenaud o quinto. Sebastian Bourdais da KV foi sexto escancarando o domínio da Chevrolet em São Petersburgo. Ryan Hunter-Reay foi o sétimo com o primeiro Honda. Próxima etapa da IndyCar será o primeiro GP da Louisiana no dia 12 abril no NOLA Motorsports Park, um circuito misto.



Resultado Final:

01º. # 2 - Juan Pablo Montoya (COL) Penske - Chevrolet, 110 voltas em 2:16.58
02º. # 1 - Will Power (AUS) Penske - Chevrolet, +0.993
03º. # 10 - Tony Kanaan (BRA) Chip Ganassi - Chevrolet, +11.169
04º. # 3 - Hélio Castroneves (BRA) Penske - Chevrolet, +11.438
05º. # 22 - Simon Pagenaud (FRA) Penske - Chevrolet, +12.391
06º. # 11 - Sebastien Bourdais (FRA) KV - Chevrolet, +16.492
07º. # 28 - Ryan Hunter-Reay (USA) Andretti - Honda, +27.710
08º. # 41 - Jack Hawksworth (ENG) AJ Foyt - Honda, +34.921
09º. # 20 - Luca Filippi (ITA) CFH - Chevrolet, +38.156   
10º. # 27 - Marco Andretti (USA) Andretti - Honda, +38.691     
11º. # 15 - Graham Rahal (USA) RLL - Honda, +40.390
12º. # 67 - Josef Newgarden (USA) CFH - Chevrolet, +51.771
13º. # 14 - Takuma Sato (JPN) AJ Foyt - Honda, +52.269 
14º. # 26 - Carlos Muñoz (COL) Andretti – Honda, +56.721
15º. # 9 - Scott Dixon (NZL) Chip Ganassi - Chevrolet, +59.661
16º. # 5 - James Hinchcliffe (CAN) Schmidt Peterson - Honda, +1:02.456
17º. # 98 - Gabby Chaves (COL) Bryan Herta - Honda, +1:03.066
18º. # 25 - Simona de Silvestro (SWI) Andretti – Honda, +1:03.142
19º. # 8 - Sage Karam (USA) Chip Ganassi - Chevrolet, +1 volta
20º. # 4 - Stefano Coletti (MCO) KV - Chevrolet, +1 volta
21º. # 83 - Charlie Kimball (USA) Chip Ganassi - Chevrolet, +1 volta
22º. # 7 - James Jakes (ENG) Schmidt Peterson - Honda, +10 voltas

Não Completaram:

23º. # 19 - Francesco Dracone (ITA) Dale Coyne - Honda, volta 70
24º. # 18 - Carlos Huertas (COL) Dale Coyne - Honda, volta 19

Fontes:
http://www.indycar.com/
http://grandepremio.uol.com.br/indy

segunda-feira, 30 de março de 2015

Corrida: GP da Malásia 2015...




         A corrida em Sepang foi muito melhor do que em Melbourne. O calor excessivo durante a prova ajudou a nivelar as forças. Dessa vez, 19 carros largaram, já que o carro de Will Stevens apresentou problemas no sistema de combustível e a Manor não tinha a peça para repor. Mas durante a prova tivemos boas disputas, bons duelos, toques e ultrapassagens. A transmissão da corrida foi melhor também. 



Mercedes-Benz: Claramente a equipe alemã errou na estratégia. Parou cedo demais nos boxes, na quarta volta, no momento em que o safety-car estava na pista. Quando Hamilton e Rosberg retornaram para a pista ficaram no meio do pelotão. Após a relargada e mesmo com um carro muito superior, perderam tempo com as ultrapassagens. Enquanto isso Vettel estava na ponta, abrindo vantagem. O calor também não ajudou no desempenho dos carros prateados que tiveram um alto consumo de pneus. 

Red Bull Renault: Se a equipe tinha ido bem na classificação, na corrida a história foi outra. Tanto Ricciardo quanto Kvyat tiveram problemas nos freios. O que prejudicou no desempenho dos carros. Entretanto, foi um interessante acompanhar o duelo entre ambos, além da boa briga com os carros da Toro Rosso. No fim Kvyat ficou em nono e Ricciardo em décimo.  
  
Williams Mercedes-Benz: A equipe inglesa também optou por parar nos boxes com a entrada do safety-car na pista. Tanto Massa quanto Bottas fizeram uma corrida aguerrida, e superaram os carros da Red Bull e Toro Rosso, mas ficaram longe da briga pelo pódio. Mesmo não estando 100% Valtteri Bottas superou Felipe Massa no fim com uma bonita ultrapassagem.  

Ferrari: Pelos treinos livres já dava para notar que a Ferrari estava forte na Malásia. A grande vitória de Sebastian Vettel foi sacramentada pela boa estratégia da equipe e pelo ótimo ritmo de corrida. Além de contar com um menor desgaste dos pneus, méritos do projetista James Allison. Já Kimi Raikkonen foi um monstro na corrida e um grande destaque. Largou em 11º, teve um pneu furado no início da prova, caiu para o último lugar e ainda chegou na quarta posição.  

McLaren Honda: Na corrida eles tiveram um desempenho até surpreendente. Alonso largou bem, fez ultrapassagens e chegou a andar no oitavo posto quando teve que abandonar. Jenson Button ficou mais tempo na pista, também andou na zona de pontuação até abandonar, mas também ficou surpreso com o bom desempenho do carro.  

Force India Mercedes-Benz: Os indianos tiveram um desempenho irregular na Malásia, e dessa vez não chegaram aos pontos. Nas disputas por posição, acabaram tocando os adversários. Tanto Nicolas Hulkenberg quanto Sergio Perez foram punidos com uma parada de 10 segundos nos boxes. Hulkenberg pelo toque em Kvyat e Perez acertou a Lotus do Grosjean.    

Toro Rosso Renault: Mesmo com uma dupla de novatos e com um orçamento menor a Toro Rosso superou a equipe matriz Red Bull na corrida e no campeonato. Max Verstappen foi consistente e ousado nas ultrapassagens e se tornou o mais jovem piloto a pontuar na categoria. Carlos Sainz Júnior conseguiu se recuperar na corrida, e também fez boas ultrapassagens, novamente terminou nos pontos, logo depois do companheiro.

Lotus Mercedes-Benz: Era esperado mais da Lotus, a equipe ainda não conseguiu pontuar no campeonato. Pastor Maldonado abandonou mais uma, mas por problemas mecânicos. Já Romain Grosjean chegou a brigar pelo pontos, mas o toque com Perez arruinou a sua corrida. 

Manor Ferrari: Aos poucos vão se arrumando, só um carro da equipe conseguiu largar e finalizar a prova. Foi a primeira corrida de Roberto Merhi na Fórmula 1, e dentro das possibilidades, foi bem! Todavia, eles devem se preparar melhor para as próximas etapas, pois só participaram da corrida devido à autorização dos comissários da FIA. 

Sauber Ferrari: A equipe suíça não conseguiu repetir o bom desempenho da primeira etapa. Marcus Ericsson se apresentou bem na classificação, mas na corrida, foi um fiasco. Acabou rodando e parando na brita, quando tentava fazer uma ultrapassagem no fim da reta. Foi por essa rodada que o safety-car foi acionado. Felipe Nasr teve um desempenho irregular, e finalizou em 12º lugar.



Resultado Final:

01º. # 5 - Sebastian Vettel (GER/Ferrari); 1:41:05.793 (56 voltas)
02º. # 44 - Lewis Hamilton (ENG/Mercedes-Benz); +8.569
03º. # 6 - Nico Rosberg (GER/Mercedes-Benz); +12.310
04º. # 7 - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari); +53.822                     
05º. # 77 - Valtteri Bottas (FIN/Williams Mercedes-Benz); +1:10.409        
06º. # 19 - Felipe Massa (BRA/Williams Mercedes-Benz); +1:13.586
07º. # 33 - Max Verstappen (NED/Toro Rosso Renault); +1:37.762
08º. # 55 - Carlos Sainz Júnior (SPA/Toro Rosso Renault); +1 volta
09º. # 26 - Daniil Kvyat (RUS/Red Bull Renault); +1 volta
10º. # 3 - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull Renault); +1 volta

Não Pontuaram:

11º. # 8 - Romain Grosjean (FRA/Lotus Mercedes-Benz); +1 volta
12º. # 12 - Felipe Nasr (BRA/Sauber Ferrari); +1 volta
13º. # 11 - Sérgio Pérez (MEX/Force India Mercedes-Benz); +1 volta
14º. # 27 - Nico Hulkenberg (GER/Force India Mercedes-Benz); +1 volta
15º. # 98 - Roberto Merhi (SPA/Manor Ferrari); +3 voltas

Não Completaram:

16º. # 13 - Pastor Maldonado (VEN/Lotus Mercedes-Benz); +9 voltas
17º. # 22 - Jenson Button (ENG/McLaren Honda); +15 voltas
18º. # 14 - Fernando Alonso (SPA/McLaren Honda); +35 voltas
19º. # 9 – Marcus Ericsson (SWE/Sauber Ferrari); +53 voltas

Não Largaram:

20º. # 28 - Will Stevens (ENG/Manor Ferrari);

Melhor Volta:

# 6 - Nico Rosberg (GER/Mercedes-Benz); 1:42.062 (volta 43).

Fontes:
http://grandepremio.uol.com.br/ultimas-noticias

domingo, 29 de março de 2015

Classificação: GP de São Petersburgo 2015.



Will Power começa na frente, de novo!


          A IndyCar terá sua primeira etapa neste domingo no circuito de rua de São Petersburgo. Será a estreia dos kits aerodinâmicos de Honda e Chevrolet que são a maior novidade para essa temporada. Pelo menos nos treinos, os kits da Chevrolet têm conseguido os melhores resultados. A Pole Position ficou com Will Power, que assim, comandou o domínio do Team Penske na classificação. Simon Pagenaud que estreia pelo time de Roger Penske, ficou em segundo com Hélio Castroneves e Juan Pablo Montoya, respectivamente em terceiro e quarto lugares.

          O melhor carro da Honda no grid é o de Takuma Sato da equipe de AJ Foyt com um 5º lugar. Para a corrida em São Petersburgo; 24 pilotos foram inscritos. Entre eles, teremos a volta da piloto Simona de Silvestro com o quarto carro da equipe Andretti. A priori, a piloto suíça está confirmada somente para essa corrida. A temporada 2015 promete ainda mais disputas, principalmente, entre os pilotos do super time da Penske que largam como favoritos ao título.  

Grid Provisório de largada:

01º. # 1 - Will Power (AUS) Penske - Chevrolet, 1:00.693
02º. # 22 - Simon Pagenaud (FRA) Penske - Chevrolet, 1:00.725 +0.032
03º. # 3 - Hélio Castroneves (BRA) Penske - Chevrolet, 1:00.836 +0.143
04º. # 2 - Juan Pablo Montoya (COL) Penske - Chevrolet, 1:00.853 +0.160
05º. # 14 - Takuma Sato (JPN) AJ Foyt - Honda, 1:01.150 +0.457
06º. # 11 - Sebastien Bourdais (FRA) KV - Chevrolet, 1:01.155 +0.462
07º. # 10 - Tony Kanaan (BRA) Chip Ganassi - Chevrolet, 1:01.118 +0.425
08º. # 28 - Ryan Hunter-Reay (USA) Andretti - Honda, 1:01.167 +0.474
09º. # 9 - Scott Dixon (NZL) Chip Ganassi - Chevrolet, 1:01.229 +0.536        
10º. # 67 - Josef Newgarden (USA) CFH - Chevrolet, 1:01.248 +0.555         
11º. # 25 - Simona de Silvestro (SWI) Andretti – Honda, 1:01.366 +0.673
12º. # 27 - Marco Andretti (USA) Andretti - Honda, 1:01.477 +0.784
13º. # 26 - Carlos Muñoz (COL) Andretti – Honda, 1:01.489 +0.796 
14º. # 83 - Charlie Kimball (USA) Chip Ganassi - Chevrolet, 1:01.573 +0.880
15º. # 15 - Graham Rahal (USA) RLL - Honda, 1:01.574 +0.881
16º. # 5 - James Hinchcliffe (CAN) Schmidt Peterson - Honda, 1:01.578 +0.885
17º. # 4 - Stefano Coletti (MCO) KV - Chevrolet, 1:01.673 +0.980 
18º. # 20 - Luca Filippi (ITA) CFH - Chevrolet, 1:01.674 +0.981
19º. # 8 - Sage Karam (USA) Chip Ganassi - Chevrolet, 1:01.801 +1.108
20º. # 7 - James Jakes (ENG) Schmidt Peterson - Honda, 1:01.832 +1.139 
21º. # 98 - Gabby Chaves (COL) Bryan Herta - Honda, 1:01.971 +1.278
22º. # 18 - Carlos Huertas (COL) Dale Coyne - Honda, 1:01.972 +1.279
23º. # 41 - Jack Hawksworth (ENG) AJ Foyt - Honda, 1:02.010 +1.317
24º. # 19 - Francesco Dracone (ITA) Dale Coyne - Honda, 1:04.265 +3.572

Fontes:
http://www.indycar.com/
http://grandepremio.uol.com.br/indy